Se você frequenta ou é habituado a executar exercícios físicos, certamente já deve ter ouvido falar sobre os tipos de agachamento, certo? O empresário Sergio Wilfrido Vasques Benitez explica que para a musculação há diferentes tipos de agachamento, sendo que cada um deles atende a um objetivo diferente, porém o foco é fortalecer e modelar as pernas e o glúteo. Pensando nisso e na importância desse exercício para o treino de inferiores, leia o artigo até o final e confira quais os principais tipos de agachamento:

Agachamento simples

Como o próprio nome diz, o agachamento simples é aquele que pode ser efetuado com peso ou com o peso do próprio corpo, sempre tomando cuidado para não lesionar o joelho e a coluna. Na visão do empresário Sergio Wilfrido Vasques Benitez, é importante que o aluno use uma carga para não sobrecarregar demais a coluna, deixando os pés afastados na linha dos ombros, postura ereta, olhando para frente, sem deixar que o joelho ultrapasse a linha das pontas dos pés. 

Agachamento sumô

Quando falamos do agachamento sumô, estamos nos referindo àquele executado com os pés levemente apontados para fora, também com o tronco ereto. Para Sergio Wilfrido Vasques Benitez, um dos principais benefícios desse tipo de agachamento é o fortalecimento do core, músculos da coxa, especialmente o quadríceps e o isquiotibiais, além da região interna da coxa (adutores). 

Agachamento afundo

O exercício de agachamento a fundo é efetuado de forma unilateral. Sendo assim, para executá-lo é importante que os pés fiquem alinhados à linha do quadril e que seja dado um passo grande para trás, de modo que no momento que os joelhos forem flexionados ele não ultrapasse a linha do pé da frente. Além disso, como acrescenta Sergio Wilfrido Vasques Benitez o pé de trás não deve encostar o calcanhar no chão.

Agachamento búlgaro

No que diz respeito ao agachamento búlgaro, ele é visto como uma variação do afundo, porém com uma maior amplitude. Para que sua execução seja feita com qualidade, o aluno deve ficar de pé diante de um banco, apoiando o peito de um dos pés nele, sempre focando em deixar a coluna ereta. Como benefícios desse exercício, podemos dizer que ele trabalha com coxas, especialmente o quadríceps e o glúteo, trabalhando uma perna de cada vez, por também ser unilateral. 

Agachamento frontal

A grande diferença desse agachamento, é que a barra de peso é colocada na frente e não nas costas do aluno, enfatizando assim a parte superior das costas. Sendo assim, para executá-lo é necessário que com os cotovelos flexionados, o aluno segure a barra na frente do corpo e acima do peitoral, com as palmas da mão para cima. O empresário Sergio Wilfrido Vasques Benitez  enfatiza que deve-se ter cuidado com a coluna, que deve sempre permanecer ereta. 

Agachamento isométrico

Por fim, esse tipo de agachamento trabalha a contração muscular isométrica, isto é, sem movimento. Na visão de Sergio Wilfrido Vasques Benitez, esse agachamento enfatiza o quadríceps, músculo posterior da coxa, além de glúteos e abdômen. Dessa forma, com os braços estendidos à frente do corpo, o aluno deve posicionar os pés na mesma largura dos ombros, agachando num ângulo de 90 graus.