O resultado foi o terceiro melhor do país

Santa Catarina mostra uma recuperação mais consistente do que a observada na economia nacional

O Índice de Atividade Econômica (IBC) de Santa Catarina cresceu 0,56% em abril na comparação com março, mostram os dados do Banco Central (BC), analisados pelo Observatório Fiesc. O índice voltou a mostrar variação positiva no estado após dois recuos consecutivos em fevereiro e março, na análise contra o mês imediatamente anterior.

O resultado foi o terceiro melhor do país, atrás apenas do Amazonas e do Rio Grande do Sul. O Paraná é o oitavo (veja os gráficos ao final desta reportagem). No comparativo de abril com o mesmo mês em 2020, Santa Catarina registrou variação positiva de 16,83%. Contudo, é preciso ressaltar que neste período do ano passado o estado estava em lockdown então a base de comparação é deprimida. No comparativo entre as regiões, o Sul lidera o ranking, com valor de 19,1% no mês de abril, comparado com o mesmo mês de 2020.

Santa Catarina mostra uma recuperação mais consistente do que a observada na economia nacional, com o índice apresentando níveis maiores do que o período pré-pandemia em 2021. No período acumulado dos últimos 12 meses, Santa Catarina registra crescimento de 2,2%, enquanto a economia nacional registra queda de 1,2%.

O IBC-Br incorpora estimativas da agropecuária, indústria e serviços, incluindo também os impostos sobre os produtos. O indicador ajuda a antecipar o resultado do PIB e é utilizado como apoio para tomadas de decisões do Banco Central sobre a taxa básica de juros do mercado.