Parecer prevê que três esferas de governo poderão fixar alíquotas