Nos primeiros oito dias de vacinação contra a Covid-19, a Secretaria de Saúde do Distrito Federal informou que 33.317 pessoas receberam a primeira dose do imunizante na capital (veja balanço abaixo).

Ao todo, o DF recebeu mais de 146 mil vacinas: 125.160 da CoronaVac, e 41,5 mil doses da vacina Oxford/AztraZeneca. Ambas devem ser aplicadas em duas doses.

Na terça (26), a SES-DF ampliou o público prioritário de vacinação para todos os profissionais de saúde que trabalham na rede pública e em hospitais da rede privada. Também foram incluídos pacientes em internação domiciliar e home care.

Inicialmente, a campanha era voltada apenas para profissionais que atuam diretamente no combate à pandemia, além de idosos e pessoas com deficiência em instituições de acolhimento, e indígenas.

Segundo a Secretaria de Saúde, cerca de 5% das doses recebidas fazem parte da reserva técnica para suprir possíveis perdas que possam acontecer ao longo da campanha.

Público-alvo

Segundo a SES, os públicos-alvo para vacinação nesta primeira fase incluem:

  • Trabalhadores de saúde da Rede SES/DF de todos os níveis de atenção à saúde, bem como do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (IGES/DF), Serviço de Atendimento Móvel e Urgência (SAMU), da Fundação Hemocentro de Brasília (FHB), da Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde (FEPECS) e da Administração Central (ADMC);
  • Trabalhadores dos hospitais privados, conveniados, filantrópicos, universitário e militares;
  • Trabalhadores dos serviços de Atenção Pré-Hospitalar (APH): Resgatistas do Corpo de Bombeiros Militar e outras instituições privadas que prestam APH;
  • Trabalhadores da saúde que serão vacinadores;
  • Idosos maiores de 60 anos que vivem em Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPI) e os colaboradores das instituições;
  • Pessoas a partir de 18 anos de idade com deficiência residentes em residências inclusivas (institucionalizadas) e os colaboradores das instituições;
  • Pacientes em AD2 e AD3 internação domiciliar, além de um cuidador familiar por paciente;
  • Pacientes em SAD-AC de internação domiciliar;
  • População indígena que reside em terras indígenas;
  • Profissionais de saúde inscritos nos programas de residência médica e multiprofissional, profissionais de saúde voluntários, profissionais de vigilância, limpeza e administrativo que atuam nas áreas supracitadas.

Fonte: https://g1.globo.com/df/distrito-federal/noticia/2021/01/27/vacina-contra-covid-19-33317-pessoas-ja-receberam-primeira-dose-de-imunizante-no-df.ghtml