Dado não significa que não ocorreram óbitos nesta quinta-feira (28) e sim que nenhum foi computado no sistema nas últimas 24h. Brasília soma 696.366 infectados e 11.649 vidas perdidas para a pandemia.

O Distrito Federal não registrou, nesta quinta-feira (28), nenhuma morte por Covid-19. Foi a primeira vez, em 24 horas, desde maio de 2020, que nenhum registro de óbito chegou à Secretaria de Saúde do Distrito Federal.

O dado, no entanto, não significa que não ocorreram óbitos nesta data, mas, sim, que nenhum foi computado no sistema neste período.

A taxa de transmissão se mantém em 0,82 pelo segundo dia consecutivo. O índice, quando abaixo de 1, indica queda nas transmissões.

Entre os mortos pela Covid-19 no DF, desde o início da pandemia, 10.636 pessoas moravam na capital federal e 1.013 vieram de outras regiões para buscar atendimento, principalmente do Entorno do DF.

Leitos de UTI

O Governo do Distrito Federal (GDF) autorizou visitas à pacientes internados com Covid-19 nas unidades de terapia intensiva (UTIs) dos hospitais de Brasília. A decisão foi publicada no Diário Oficial do DF (DODF) desta quinta-feira (28).

Até esta tarde, a taxa de ocupação das UTIs para pacientes com Covid-19 nos hospitais públicos do DF estava em 40,54%. Dos 46 leitos destinados para o tratamento da doença, 15 estavam ocupados, 22 vagos e 9 bloqueados. Incluindo as unidades adultos, pediátricas e neonatais.

Na rede privada de saúde, a ocupação estava em 55,56%. Dos 136 leitos, 62 estavam ocupados, 48 vagos e 26 bloqueados.

Casos por região
O Plano Piloto segue como a região com maior número de casos por Covid-19 no DF. Até esta quinta-feira, 81.008 pessoas testaram positivo e 843 morreram por causa da doença. Em segundo lugar está Ceilândia, com 68.764 contaminações e 1.759 vidas perdidas.