Quem tem direito aos cartões Alimentação Escolar ou Alimentação Creche ainda pode usar o dinheiro dos benefícios. O governo do Distrito Federal decidiu prorrogar, até 14 de março, o prazo para que as famílias gastem o crédito depositado. A validade era até o dia 12 de fevereiro.

Segundo o Banco de Brasília (BRB), responsável pelos pagamentos, mais de R$ 7 milhões destinados aos programas não tinham sido usados pelos beneficiários até esta terça-feira (23) – o que dá um total de ), 6.592 cartões.

Os benefícios Bolsa Alimentação e Bolsa Alimentação Creche foram criados para garantir a refeição de alunos da rede pública e credenciada durante a suspensão das aulas presenciais por causa da pandemia do novo coronavírus. O pagamento foi feito mensalmente e durou até o fim do ano letivo de 2020, que terminou em janeiro de 2021.

O dinheiro da bolsa pode ser usado para a compra de alimentos em qualquer estabelecimento que aceite esta forma de pagamento. Para verificar o valor do crédito, basta ligar para o telefone: 3029-8440 ou baixar o aplicativo BRB Card Pré-pago, disponível para iOS Android.

Quanto foi gasto com cada programa?

A Bolsa Alimentação teve um investimento de R$ 88 milhões e atendeu mais de 106 mil estudantes. Os contemplados no benefício faziam parte da rede pública de ensino do DF e são de famílias beneficiárias do Bolsa Família.

Para cada refeição que seria feita na escola, os alunos receberam R$ 3,98 – valor definido conforme o Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae).

Já a Bolsa Alimentação Creche teve valor fixo, R$ 150 mensais para cada estudante. O benefício foi destinado a crianças de até 5 anos, matriculadas em unidades de ensino da rede pública e nas instituições parceiras da Secretaria de Educação. Foram investidos mais de R$ 35 milhões com os pagamentos dos benefícios.