O empresário Marcio Alaor de Araujo especialista em finanças discorre sobre o tema de erros financeiros mais comuns que assombram os brasileiros. A convite de nossa redação, Márcio comenta os gatilhos que fazem os brasileiros se afundarem em dívidas. Saiba mais sobre o tema e fuja deles!

Um planejamento financeiro é ideal para manter a saúde financeira em dia, as contas quitadas e tudo na mais perfeita ordem, porém as pessoas não discutem como chegar a esse tão sonhado planejamento financeiro. Nesse sentido, Márcio Alaor de Araújo explica que o primeiro passo é mudar a mentalidade que se tem sobre o dinheiro e mudar hábitos que não são nada relevantes. Confira:

Medo de olhar a fatura no cartao e outras dívidas

O empresário Márcio Alaor de Araújo explica que muitas pessoas, simplesmente, preferem não olhar a fatura do cartão e suas próprias dívidas porque não querem encarar a realidade. Contudo, é necessário pôr tudo na ponta do lápis, fazer cálculos e estimativas, pois apenas dessa forma é possível sair do vermelho.

Além disso, Márcio Alaor de Araújo aponta que a maioria dos brasileiros não sabem utilizar o cartão de crédito de forma adequada, pois criam uma bola de neve em que o salário vai todo para a fatura do cartao de credito, o indivíduo fica sem dinheiro para suas necessidades no mês e usa novamente o cartão de crédito.

Dessa maneira, é preciso calcular os gastos com o cartão de crédito e demais gastos que comprometem o orçamento, desfazendo-se de hábitos errôneos e que levam seu dinheiro embora,

Não possuir controle financeiro

Nesse sentido, não anotar os gastos torna-se mais um vilão, comenta o empresário Márcio Alaor de Araújo. O empresário entende como essencial possuir uma planilha de controle de gastos para ter uma visão clara de onde o dinheiro foi gasto.

Não investir o dinheiro

Por fim, Márcio Alaor de Araújo cita que muitas pessoas que até pensam em criar uma reserva de emergência, por falta de educação financeira, acabam deixando o dinheiro parado na poupança, sem render praticamente nada! É preciso analisar os melhores tipos de investimento que vão de encontro às suas metas e planos para o futuro.