Ajudar o próximo é essencial, isso nos faz sentirmos mais úteis no mundo em que vivemos e a sensação de saber que uma dor foi aliviada ou um sofrimento foi cessado graças a nossa ajuda, isso pode fazer toda a diferença. Como voluntário em um projeto que ensina crianças a aprenderem inglês, Rafael Libman enxerga beleza e esperança nesse tipo de serviço.

Atualmente o número de brasileiros que têm colaborado com projetos sociais e serviço voluntário aumentou muito e uma onda atual tem sido os serviços voluntários no exterior.

Muito semelhante ao que já ocorre no Brasil, os voluntários no exterior colaboram com causas sociais, de ajuda humanitária ou de cuidados com animais. Inclusive, é de conhecimento de Rafael Libman que muitas instituições e projetos têm custeado a ida de voluntários a diversos locais.

Vale lembrar que os benefícios de uma viagem trocando trabalho por hospedagem, alimentação e outra ajuda de custo é bem pessoal. Na visão de Rafael Libman, para reconstruir ideias e partilhar experiência de vida, tudo isso é essencial.

Além de ter a sensação de bem-estar e sentir-se útil ao mundo em que se vive, é possível ainda o voluntário colocar em prática o estudo de um segundo idioma.

Portanto, uma experiência desse tipo pode ser extremamente vantajosa para todos, sendo os benefícios uma verdadeira via de mão dupla.