O Dr. Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes é médico urologista e atua no ramo de urologia há mais de duas décadas, conhecido pela atuação em cirurgias para tratar o câncer de próstata, a prostatectomia robótica, é um expert no assunto. Além disso, formou-se em Medicina na Universidade Federal do Rio de Janeiro, bem como é mestre e doutor pela Universidade Federal de São Paulo. Dessa maneira, imbuído de conhecimento sobre o tema, o médico fala à nossa redação para que serve a urologia e quando procurar este profissional.

 

A urologia é uma especialidade médica que tem como norte cuidar do sistema urinário de homens e mulheres, bem como o sistema reprodutor masculino (essa especialidade voltada para as mulheres é realizada por médicos ginecologistas). Dessa forma, o urologista está incumbido de tratar problemas desde a bexiga, rins, até ureteres e uretra, entre outros elementos  regiões mais específicas desses sistemas.

 

É muito importante se consultar com um médico para averiguar se está tudo bem, dessa forma, realizar consultas e exames laboratoriais é de suma importância para receber o diagnóstico. O Dr. Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes fala que com o diagnóstico precoce é possível identificar e tratar as doenças de uma maneira melhor e que as chances de sucesso, nesses casos, são mais altas,

 

No campo urológico, com o diagnóstico precoce é possível identificar e tratar diversas patologias, como o como câncer na bexiga, câncer no rim, câncer na próstata, bexiga hiperativa, infecções urinárias e cálculos renais, sendo estes dois últimos muito conhecidos e recorrentes, entre outros distúrbios.

 

Sendo assim, a partir dos pontos levantados, fica evidente a importância de se procurar um médico urologista na presença de qualquer alteração ou distúrbio nesses sistemas, uma vez que subestimar e não tratar esses transtornos podem levar a patologias que se tornam irreversíveis e intratáveis. Portanto, é imprescindível realizar consultas médicas e exames laboratoriais de forma periódica, fala o Dr. Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes.

 

Os homens em comparação com a parcela feminina, em geral,  não costumam se consultar com médicos de forma periódica, por isso, campanhas como o Novembro Azul foram criadas para evidenciar a necessidade de conscientização acerca das patologias masculinas, em especial, o câncer de próstata.