O aclamado filme Bastardos Inglórios é um marco na indústria cinematográfica, afirma Rafael Libman, amante da sétima arte e apaixonado por história. O longa foi lançado no ano de 2009, dirigido por Quentin Tarantino e estrelando Brad Pitt e Christoph Waltz, este último que levou inúmeros prêmios de atuação pelo filme.

O filme se passa no contexto de Segunda Guerra Mundial, com a dominação nazista, tendo isso em vista, urge planos para a derrubada desse regime autoritário. Dessa forma, a narrativa do filme perpassa acerca de dois planos que visam o assassinato de líderes nazistas. Um plano arquitetado por uma jovem judia Shosanna Dreyfus (Mélanie Laurent), dona de um cinema, e o outro plano encabeçado por um grupo de soldados aliados com origem judaíca, liderados por Aldo Raine (Brad Pitt).

Vale ressaltar que o nome do personagem interpretado por Brad Pitt, Aldo Raine, é em homenagem ao ator Aldo Ray, ressalta Rafael Libman. Aldo foi um ator americano de cinema e televisão, também veterano na Segunda Guerra Mundial, onde esteve presente na sangrenta Batalha de Okinawa.

A jovem judia foge após assistir a morte de seus pais, ocasionada pelo coronel Hans Landa (Christoph Waltz). Na cidade das luzes, Shosanna, troca de nome, se disfarça de uma dona de cinema e planeja vingança por sua família. Já o grupo de aliados planeja matar o maior número possível de nazistas e com traços de crueldade.

O título em Portugal é curioso, chama-se “Sacanas sem Lei”, o filme é uma obra de Tarantino, avulta Rafael Libman. O roteiro pensado por anos, antes mesmo de Kill Bill, outra obra de Quentin, é uma primazia no universo cinematográfico. O filme foi um sucesso de bilheteria e até hoje faz presença nas telas dos telespectadores em plataformas de streaming.