A Universidade de Brasília (UnB) inicia, nesta segunda-feira (1º), as atividades referentes ao segundo semestre letivo de 2020. As aulas serão realizadas à distância, por conta das medidas de prevenção contra a Covid-19.

Segundo a UnB, apenas as disciplinas práticas da área da saúde poderão realizar atividades presenciais, mediante aprovação do colegiado de cada curso. A decisão de manter as atividades remotas foi anunciada no dia 14 de janeiro.

Haverá um período de ambientação, que vai até 7 de fevereiro. Durante essa semana, não serão realizadas chamadas de frequência. O trancamento de disciplinas até o último dia de aula também foi mantido. A previsão é que o semestre seja encerrado em 28 de maio.

A realização presencial de estágios, atividades práticas dos Trabalhos de Conclusão de Curso (TCCs) e os trabalhos de campo dos alunos da pós-graduação serão avaliados pelos colegiados de cada curso.

A medida vai contra uma portaria do Ministério da Educação (MEC). No fim do ano passado, a pasta determinou que as instituições de ensino superior retomassem as aulas presenciais a partir de 1º de março de 2021. No entanto, não há previsão de retorno na UnB.

À época, a instituição já havia afirmado que a norma permite aulas remotas, em caráter excepcional, caso as instituições constatem “condições sanitárias locais que tragam riscos à segurança das atividades letivas presenciais”.

Em nota, o vice-reitor da UnB, Enrique Huelva, afirma que a universidade já planejava seguir com medidas de isolamento por mais um tempo.

“Não era uma volta para o formato que tínhamos antes da pandemia, como um interruptor. O nosso Plano de Retomada prevê justamente uma gradação, uma progressão que acompanha a diminuição do risco causado pela pandemia”, disse Huelva.

A UnB já havia adotado o ensino remoto para realizar as atividades referentes ao primeiro semestre de 2020. As aulas na instituição foram suspensas em março, por conta do novo coronavírus. Só em agosto, elas foram retomadas na modalidade à distância.